Angélica Duarte homenageia Caetano Veloso no EP de estreia “Odara”

Foto: Amandha Levandowski
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter

A cantora Angélica Duarte lançou na última sexta-feira (17) seu EP de estreia, intitulado “Odara”, nas plataformas digitais.

Angélica é uma artista completa! Sua paixão pela música começou há 10 anos, quando se dedicou à música erudita. No decorrer de sua carreira profissional, depois de participar de recitais, óperas e concertos, Angélica Duarte se encantou na música popular através do jazz. Nessa descoberta de novos estilos, a cantora estudou percussão e até participou de um grupo de samba e choro.

- PUBLICIDADE -

Entre suas maiores influências está o cantor Caetano Veloso – considerado o artista mais influente do país. As canções de Caetano sempre causaram boas vibrações em Angélica e cada pesquisa sobre o artista, cada música ouvida, se apaixonava ainda mais pelas letras e melodias. Então, para expressar toda essa admiração por Caetano Veloso, a cantora dedicou exclusivamente o seu primeiro EP ao músico.

“Penso que seria mais fácil fazer um disco com minhas composições, sou compositora também, mas antes disso sou cantora, intérprete. Caetano é o compositor que mais me inspira, que mais me ensina, acredito que aprendi a cantar escutando suas gravações. Acho Caetano muito verdadeiro, e me identifico com essa característica dele. Já que é pra reproduzir suas palavras, que seja com franqueza.”, conta Angélica Duarte.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

A produção, mixagem e masterização foram feitas por Gui Marques, com direção musical e arranjos de Pedro Franco. O EP traz releituras de três faixas de Caetano Veloso: “De Manhã”, “Tigresa” e “Odara”.

“Conheci muito do repertório do Caetano através também das interpretações da Bethânia. ‘De manhã’ é uma música que sempre gostei, achei importante colocar no show e no EP, pois se tornou uma das músicas que mais gosto de cantar, pelo astral, pela beleza do arranjo e principalmente pela singeleza da letra”, conta Angélica. “Esse repertório de Caetano Veloso extrai a felicidade que existe em mim, sempre fui muito melancólica e arrastada em minhas interpretações, mas o clima, os músicos, os arranjos, tudo isso fez com que essa sonoridade vibrasse diferente. Por isso ‘Odara’ para o nome do EP. Quero que essas canções tragam coisas boas para seus ouvintes, assim como trouxeram pra mim”, finaliza.

- PUBLICIDADE -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Angélica Duarte, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se. Ouça o EP “Odara” abaixo:

- PUBLICIDADE -