David Silveria, ex-baterista do Korn, está processando o resto da banda baseado em seus direitos como membro fundador do grupo. A notícia chegou nesta sexta-feira (27) através de matéria da Rolling Stone.

David decidiu entrar em um hiato individual em 2006 e com a ação legal pretende receber a sua parte devida nos lucros obtidos pelo grupo nos 9 anos em que permaneceu afastado. A situação é delicada pois Silveria se ressente de não ter sido aceito de volta no grupo, enquanto Brian Welch, que se converteu ao cristianismo e ficou 7 anos afastado, foi recebido pelos companheiros de banda.

O baterista ainda cita que não foi convidado a tocar numa série de shows que pretende comemorar  em 2015 os 10 anos de lançamento do primeiro álbum da banda, auto-intitulado Korn, lançado em 1994. Ele afirmou à Rolling Stone: “Eu sinto que é errado tocar esse álbum sem mim, porque eu influenciei criativamente tanto quanto qualquer um desses caras no processo de composição e produção do disco”.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades de Korn e da Nação da Música.