Clipe de “Wildest Dreams” da Taylor Swift recebe críticas pela temática na África

taylor swift

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Segundo informações da NME, nesta terça-feira (01), o novo clipe de Taylor Swift, da música “Wildest Dreams”, lançado no Video Music Awards está recebendo várias críticas com relação ao cenário e tema escolhido para sediar as gravações na África, onde a cantora protagoniza um romance. Você pode conferir abaixo. O vídeo foi gravado por Joseph Khan em um local africano não revelado.

- ANUNCIE AQUI -

Após o lançamento do videoclipe, os comentários não demoraram a surgir falando sobre as conotações racistas percebidas do vídeo, comparando com a exploração da era colonial africana.

- ANUNCIE AQUI -

“Em vez da apropriação cultural que se tornou quase status quo na música pop de hoje, Swift optou pela opção mais ousada da verdade, apenas incorporando a exploração política de uma região e seu povo. É valente, realmente. Quase tão corajoso como se mover sensualmente próxima de um leão na vida real”, disse a repórter do The Huffington Post, Lauren Duca.

- ANUNCIE AQUI -

Nico Lang, do The Daily Dot fala que no vídeo há representações culturais negativas. “Mesmo o observador mais casual teria notado que – para um clipe que é definido na África – é quase tão branco como o mercado de um fazendeiro na manhã de domingo. (…) Só porque os vídeos de Taylor Swift estão fora da África não significa que sua política tem de estar também “.

Vale lembrar que a cantora está oferecendo os lucros do clipe para African Parks Foundation of America. Agora é só assistir o vídeo e tirar suas próprias conclusões.

- ANUNCIE AQUI -

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades de Taylor Swift e da Nação da Música.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- PUBLICIDADE -