Integrantes da banda The Yellow Dogs são encontrados mortos; Confira os detalhes

Na segunda-feira (11), foram encontrados mortos membros da banda de rock The Yellow Dogs, os músicos formaram a banda em 2006 no Teerã, capital do Irã. Foram assassinados os irmãos Soroush e Arash Farazmand, que eram guitarrista e baterista, respectivamente, da banda. Além deles Ali Eskandarian, descrito como sendo um amigo que também fazia música, foi o terceiro morto no incidente. Todos foram baleados na cabeça ou no peito.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O suspeito do crime, cuja identidade não foi confirmada pela polícia, foi achado morto no terraço do prédio com um tiro na cabeça e um rifle ao lado do corpo, segundo as autoridades.

- ANUNCIE AQUI -

De acordo com a agente do grupo, Ashely Ayers, o autor do crime seria um músico iraniano que tocava em outra banda e conheceu os The Yellow Dogs no Teerã, mas depois de um tempo acabou se desentendendo com a banda. “Os dois grupos eram conhecidos“, disse Ashely à Reuters. “Houve um conflito pessoal entre os caras. Sei que havia dinheiro envolvido“, disse ela. “Era uma quantia pequena“, acrescentou.

- ANUNCIE AQUI -

Os corpos foram achados na manhã de segunda-feira (11) em uma casa no poluído bairro semi-industrial de East Williamsburg, na região do Brooklyn, onde há grande concentração de músicos e artistas.

- ANUNCIE AQUI -

A banda foi uma das pioneiras na cena do rock independente iraniano, e suas lutas contra as restrições das autoridades foi retratada em um documentário de 2009, intitulado “Ninguém Sabe dos Gatos Persas“. O grupo chegou aos EUA em 2010 e logo se entrosou no Brooklyn, onde fazia shows com frequência. “Eles adoravam estar aqui“, disse a agente da banda, “Tudo o que eles queriam era tocar.” Em sua página no Facebook, a banda cita entre suas influências Talking Heads, Joy Division e The Rapture.

O Black Lips, em sua página oficial do Facebook publicou uma mensagem na qual lamentam a morte dos amigos iranianos. No texto, eles lembram que chegaram a tocar com os músicos duas vezes este ano, e dizem que eles eram “caras realmente legais”. Além disso, afirmam que se sentem especialmente tristes pelo fato de o crime ter acontecido nos Estados Unidos, já que os iranianos fizeram um grande sacrifício e arriscaram suas vidas em busca da liberdade que o país ofereceria a eles. Clique aqui e confira o texto na integra.

- ANUNCIE AQUI -

E na página do grupo no Facebook, o vocalista Obash e o baixista Koory, agradeceram a todos por todas as preces e condolecências, e disseram que “ainda não estavam acreditando nesta tragédia”.

Abaixo você pode assistir ao clipe de “Dance Floor“, último clipe lançado pela banda:

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.