Michael JacksonO Hall da Fama do Rock and Roll confirmou, nesta segunda-feira (25), que não irá mudar a homenagem de Michael Jackson em sua instituição, apesar do recente escândalo.

O posicionamento vem por causa das acusações de abuso sexual que o cantor recebeu após o documentário “Leaving Neverland”. O filme levantou novas suspeitas contra o artista com relação a atos cometidos com menores de idade.

Para a publicação Pitchfork, a instituição afirmou que não pretende fazer qualquer mudança e ressaltou a importância do músico. Leia o comunicado, na íntegra, traduzido abaixo:

“Michael Jackson foi introduzido no Hall da Fama do Rock & Roll como membro do Jackson 5 em 1997 e como artista solo em 2001. Tal como acontece com todos os nossos membros, Jackson foi reconhecido pela excelência musical e talento, além de ter um impacto significativo no rock’n’roll, e foi eleito por um corpo de votação diversificado de historiadores, colegas músicos e profissionais da indústria da música. Artefatos originais e lembranças da vida e da performance de muitos artistas estão em exibição em nossas exposições. Não há planos para isso mudar”.

O documentário ganhou repercussão forte e gerou até uma reação da família, que não gostou da obra. Um dos sobrinhos, inclusive, disse que faria um novo filme provando a inocência do tio.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Michael Jackson, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!