Divulgação

Mike Shinoda abriu o coração e, pela primeira vez, falou abertamente sobre o futuro do Linkin Park em entrevista à Vulture publicada na última quinta-feira (29). “Eu não tenho como dizer o que vai acontecer com a banda”, ele explicou.

Shinoda contou que a banda ainda mantém contato, mas ainda há muitas dúvidas que permeiam o futuro: “Eu falo com os outros caras do Linkin Park bem regularmente. Nós entramos em contato o tempo todo. Nós nos vemos bastantes e fazemos coisas juntos. Alguma vez ou outra, tocamos um pouco de música juntos, mas também existe muita incerteza sobre o que fazer”.

“Os fãs acham que querem saber sobre o futuro: acredite em mim, eu quero saber qual é a resposta. Mas simplesmente não existe uma”, o artista declarou. Além de citar os fãs, ele também falou sobre a expectativa da imprensa: “Isso é engraçado porque mesmo se eu falar qualquer coisa sobre o futuro da banda, é isso o que vai ficar manchete, o que é estúpido porque a resposta é que não há resposta”. Você pode conferir a entrevista na íntegra, em inglês, aqui.

São oito meses lidando com a morte de seu amigo e colega de banda Chester Bennington. Durante este período, o vocalista e DJ do Linkin Park continuou a produzir músicas próprias, que resultou nas recentes faixas “Crossing a Line” e “Nothing Makes Sense Anymore”. Shinoda também anunciou que seu álbum solo, “Post Traumatic”, será lançado em 15 de junho.

Em outubro de 2017, o Linkin Park convidou outras bandas e os fãs para realizar um tributo ao falecido vocalista. A apresentação contou com a participação de Blink 182, Oliver Sykes do Bring Me The Horizon, Jonathan Davis do Korn, entre outros.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Mike Shinoda e Linkin Park, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.