Após ter ameaçado começar uma ação legal contra o diretor Asif Kapadia, o pai de Amy Winehouse voltou a criticar a produção que irá contar a vida da filha. O documentário “Amy – The Girl Behind The Name”, apresenta vídeos exclusivos do início da carreira da cantora, sendo composto por entrevistas da própria Amy, além de amigos e parentes – como é o caso do pai Mitch Winehouse.

Em entrevista ao The Guardian, publicada na última sexta-feira (01), Mitch confessou estar animado com o documentário inicialmente. No entanto, ao ver uma das cenas em que aparece, ele afirmou que a produção foi editada na intenção de “retratar-me sob a pior luz possível”. A cena em questão mostra o pai dizendo que a filha “não precisa ir para reabilitação”. No entanto, Mitch Winehouse se defendeu dizendo: “No filme, eu estou relatando a história, e o que eu disse foi: ‘Ela não precisava ir para a reabilitação na época’. E eles editaram como se eu dissesse ‘naquele momento'”.

Também na entrevista, Mitch Winehouse disse aos cineastas que a produção era um vergonha. “Vocês devem ter vergonha. Vocês tiveram a oportunidade de fazer um filme maravilhoso e vocês fizeram isso”.

O documentário “Amy – The Girl Behind The Name” será lançado no dia 03 de julho, e já tem trailer.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades da Amy Winehouse e da Nação da Música.

- PUBLICIDADE -