Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O líder do The Black Keys e grande produtor musical Dan Auerbach está sendo processado pela produtora Smokestack Lightning Inc por, supostamente, abandonar os custos do documentário sobre o ícone do blues de Chicago, Howlin’ Wolf. As informações foram divulgadas pelo The Hollywood Reporter, na última segunda (22).

De acordo com a queixa apresentada na última quarta-feira (17), na Suprema Corte de Los Angeles, Auerbach teria acordado verbalmente que iria assumir o controle do projeto em troca de 9% dos lucros e total controle criativo do filme, que estava em pós-produção naquela altura. E acabou exigindo algumas alterações e expansões para as imagens então existentes.

Tudo isso incluiria uma reestrutura completa de entrevistas, adicionais, licenciamento de fotos, um novo roteiro e reformulação do formato visual, com algumas refilmagens. O líder do The Black Keys acabou abandonando o projeto antes da conclusão e, de acordo com a denúncia, se recusou a reembolsar a produtora pelos custos inerentes às mudanças propostas.

A Smokestack Lightning Inc está processando Dan Auerbach por quebra de acordo verbal e pacto de boa fé contratual, práticas comerciais desleais e declarações negligentes. Juntando indenização e restituição, o processo acumula 100 mil dólares. Dan ainda não comentou sobre o processo.

“Smokestack Lightning: The Legendary Howlin’ Wolf” contaria a história de Chester Arthur Burnett a partir de relatos do próprio Auerbach, além de músicos consagrados, incluindo Jimmy Page, Buddy Guy e Bill Wyman.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades de Dan Auerbach, The Black Keys e da Nação da Música.

- PUBLICIDADE -