Emicida: 5 motivos para assistir o documentário “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”

Emicida
Divulgação
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter

Nessa terça-feira (08), o rapper paulistano Emicida lança, na plataforma de streaming Netflix, o documentário “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”. Aproveito o momento para abusar de um clichê, mas mereço um desconto. É necessário dizer, presentemente, podemos todos nos considerar sujeitos de sorte de acompanhar a carreira do Emicida.

O trabalho traz o registro do show de lançamento do álbum “AmarElo”, realizado no dia 27 de novembro de 2019, no Theatro Municipal de São Paulo. Recentemente, o disco foi premiado no Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Rock ou Alternativo de Língua Portuguesa, e agora todos poderão ver de pertinho cada detalhe desse grande trabalho.

- PUBLICIDADE -

Reúno aqui cinco motivos para você pegar a pipoca e assistir o documentário “Amarelo – É Tudo Pra Ontem”.

AmarElo
Um dos trabalhos mais aclamados da carreira de Emicida, “AmarElo” chegou no dia 30 de outubro com 11 faixas autorais e pontuais que abordam a sensibilidades das relações e se torna marcante nos ouvidos. No documentário, é possível acompanhar os bastidores dessa produção e como cada momento desse trabalho surgiu e ganhou vida, além das versões ao vivo. Recado: se prepara pra muita emoção.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Emicida
Um dos maiores artistas da música brasileira atualmente é desvendado nesse novo projeto. Além de mostrar os backstages do último disco, o trabalho ainda aborda a vida de Emicida e momentos prévios de sua carreira. Destaque aqui para uma cena muito especial do rapper em frente ao mesmo Theatro Municipal quando mais novo. Um lindo paralelo.

Theatro Municipal
Um dos principais pontos turísticos da capital paulistana, o Theatro Municipal de São Paulo se tornou o local ideal para o lançamento e o cenário perfeito para o registro em filme. Além de toda sua importância histórica e a representatividade para o momento, a fotografia da apresentação está excepcional e o espaço aconchegante que tornou visível cada emoção no rosto de quem acompanhava a apresentação foi a cereja do bolo.

- PUBLICIDADE -

Participações
Assim como no disco, em “AmarElo – É Tudo Pra Ontem” também há participações super especiais. Além dos bastidores das colaborações que aparecem no disco, ainda há aparições surpresas de Pabllo Vittar e Majur no palco também. Só pra aumentar a vontade: o registo de Fernanda Montenegro na faixa “Ismália” é maravilhoso.

Pontual
“AmarElo” fala sobre relações sentimentais e sociais, “AmarElo – É Tudo Pra Ontem” é o registro histórico da sociedade. O documentário traz registros de toda a história da cultura negra e da música brasileira. A história do samba ganha grande destaque. O trabalho se tornou pontual em dois anos onde a história e a luta se tornaram ainda mais importantes, assim como a representatividade se tornou mais presente. E ainda bem. Agora clica aqui e confere como assistir ao documentário “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Emicida, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -