Aquecimento Grammy: Maiores vencedores em uma única edição

- PUBLICIDADE -
Raízes da Mamma
- PUBLICIDADE -
Meu Funeral

- PUBLICIDADE -
Meu Funeral

Hoje, terça-feira (24), voltamos com o especial Grammy Awards e vamos falar dos artistas que desenvolveram um trabalho tão sólido e bem visto pela crítica e pela academia que acabaram arrematando diversos gramofones numa única noite de premiação. Vamos lá?

- PUBLICIDADE -

8 prêmios

- PUBLICIDADE -

O recorde de maior número de prêmios em uma única noite é dividido por dois artistas: Santana, o grupo liderado pelo guitarrista Carlos Santana e o lendário Michael Jackson.

- PUBLICIDADE -

Michael Jackson conseguiu o feito em 1984, mantendo o recorde isolado até 2000 quando Santana igualou o número de prêmio em uma única noite. Indicado em 12 categorias, Michael venceu 8, sendo elas: “Álbum do Ano” e “Melhor Performance Vocal Pop Masculina” por Thriller, “Gravação do Ano” e “Melhor Performance Vocal de Rock Masculina” por “Beat It”, “Melhor Música de R&B” e “Melhor Performance Vocal de R&B Masculina” por Billie Jean, “Melhor Gravação para Crianças” por “E.T. the Extra Terrestrial” e “Produtor do Ano/Não Clássico” por Thriller.

6 prêmios

- PUBLICIDADE -

Abaixo dos artistas já citados e, visto que nunca houve um artista que vencesse 7 vezes em uma única edição, temos 5 nomes que venceram 6 vezes em uma única noite, sendo eles: Roger Miller em 1966, Quincy Jones em 1991, Eric Clapton em 1993, Beyoncé em 2010 e Adele em 2012.

Beyoncé foi a primeira mulher a conseguir um número significativo de vitórias em uma única noite. Antes de seu feito em 2010, apenas 6 artistas tinham conseguido ganhar 5 prêmios desta forma, incluindo ela mesma em 2004. As vitórias da cantora em 2010 vieram de um total de 10 indicações e foram elas: “Melhor Álbum Contemporâneo de R&B” por “I Am… Sasha Fierce”, “Melhor Performance Vocal Pop Feminina” por “Halo”, “Música do Ano” “Melhor Música R&B” e “Melhor Performance Vocal de R&B Feminina” por “Single Ladies” e “Melhor Performance Vocal de R&B Tradicional” por “At Last”.

- PUBLICIDADE -

Já Adele, conseguiu igualar o feito de Beyoncé dois anos depois, quando venceu 6 das 6 categorias às quais estava indicada. Seus prêmios vieram por: “Álbum do Ano” e “Melhor Álbum Vocal Pop” por “21”, “Música do Ano”, “Gravação do Ano” e “Melhor Vídeo Musical Curto” por “Rolling in the Deep” e “Melhor Performance Solo Pop” por “Someone Like You”.

Uma curiosidade é o fato de que, na edição deste ano de 2017, Beyoncé e Adele se enfrentarão nas três maiores categorias: “Álbum do Ano”, “Música do Ano” e “Gravação do Ano” por seus trabalhos em “Lemonade” e “25”, respectivamente. Porém, dentre as duas, apenas Beyoncé terá a chance de estabelecer um novo recorde ou ao menos igualar tal feito por ter tido 9 indicações contra 5 de Adele. Quem será que levará a melhor?

- PUBLICIDADE -

Vamos ficando por aqui mas essa sexta estaremos de volta mostrando pra vocês quem são os recordistas de indicação à maior premiação do mundo da música. Fui!

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Grammy Awards, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. A performance do Grammy de hoje é o tributo ao Michael Jackson que aconteceu no palco da premiação em 2010 quando Celine Dion, Usher, Carrie Underwood, Jennifer Hudson e Quincy Jones uniram suas vozes à gravação original do cantor e entoaram a plenos pulmões a faixa “Earth Song”:

- PUBLICIDADE -
Arquiteto e Urbanista por opção, cantor e amante de música por vocação. Uniu seu gosto por música e por escrita quando viu no Nação da Música a oportunidade de fundir ambos. Não fica sem um bom livro, um celular e um fone de ouvido. Amante de séries, televisão, reality shows, gastronomia, viagens e tenta sempre usar isso a seu favor para estar reunido com família e amigos. Uma grande metamorfose ambulante reunida em um coração sonhador com um toque de humor indispensável.