Bandas de A-Z: Especial The Script (Primeira Parte – História)

The Script

Neste mês a Nação da Música tem como destaque a banda irlandesa The Script. O grupo foi formado em 2001, em Dublin e atualmente é formado pelo vocalista, guitarrista e tecladista, Danny O’Donoghue, o guitarrista Mark Sheehan e o baterista Glen Power. O grupo é um nome popular do pop rock britânico e também uma das atrações do Rock In Rio 2015. A banda é o primeiro nome internacional a subir no Palco Mundo no primeiro dia de festival. No dia 18 de setembro os irlandeses se apresentam ao lado de OneRepublic e do Queen com a participação de Adam Lambert.

Danny e Mark se conhecem desde os 12 anos, quando cresceram juntos em Dublin. Eles estiveram juntos numa boyband chamada Mytown, que se formou em 1996. Na sequência iniciaram uma parceria em composição e produção, e moraram no Canadá por um tempo. Nos anos seguintes, já em Los Angeles, trabalharam ao lado de nomes como Britney Spears e Boyz II Men e, logo na sequência, voltaram para a Europa.

No retorno eles convocaram o baterista Glen Power para iniciar a sua nova banda, o projeto que seria intitulado de The Script. Na sequência eles começaram a produzir algumas demos e, em 2005, assinaram com a Phonogenic, por onde lançaram um EP na plataforma virtual Last.FM. Em 2008 o grupo lançava o seu registro de estreia, “The Script”.

O disco contou logo de cara com um single arrematador, a música “We Cry”, que rendeu exposição midiática e deu grande notoriedade inicial ao The Script. Impulsionado por outras músicas de trabalho radiofônicas, como “The Man Who Can’t Be Moved” e “Breakeven”, o grupo passou a ser figura carimbada nas rádios do mundo todo, trilhas-sonoras e, principalmente, nas paradas disso. Em 2009 eles chegaram a abrir shows para grandes nomes, como U2 e Paul McCartney.

Com tanto sucesso em seu debut, uma enorme expectativa foi gerada em torno do trabalho seguinte do The Script, que não demorou para chegar às lojas. Em setembro de 2010 era lançado “Science And Faith”, segundo registro do The Script. O single de estreia do material foi “For The First Time”, música que em seu videoclipe conta com a atuação de Eve Hewson, filha de Bono Vox do U2.

A turnê de divulgação do álbum rendeu diversos shows sold out para o The Script, e consagrou a banda como um dos grandes nomes da música britânica e fazendo com que alcançassem ainda mais visibilidade internacional. O disco também recebeu apreciação da crítica, e figurou na primeira colocação de diversas paradas de sucesso ao redor do globo.

Mantendo o intervalo curto entre seus lançamentos, o grupo retornou em setembro de 2012 com “#3”, com o lançamento do single “Hall Of Fame”, uma impactante canção de superação feita em parceria com Will.I.Am, do Black Eyed Peas. A parceria com Will nasceu com a aproximação entre ele e Will no programa The Voice britânico, onde ambos são treinadores.

O registro ainda contou com outros singles, como “If You Could See Me Now”, uma canção dedicada aos pais de Will e Mark. Em outubro de 2012 a banda fez uma performance gratuita marcando a postseason de liga norte-americana de baseball, MLB Fan Cave, na cidade de Nova York.

Dois anos após o seu terceiro disco, chegava às lojas mais uma produção do The Script. Em setembro de 2014 era lançado “No Sound Without Silence”. O quarto disco dos irlandeses foi gravado inteiramente durante a turnê mundial realizada pela banda durante os anos de 2012 e 2013, que passou por Austrália, Europa, América do Norte e Ásia.

O modo como foi gravado, levando a banda diretamente dos palcos para o estúdio que tinham em seu ônibus, refletiu diretamente nas canções que fazem parte do registro. “Nós saíamos do palco e começávamos a gravar no estúdio em nosso ônibus. Tudo é grandioso, tudo é maior que vida quando estamos no palco, então quando entramos no estúdio queremos que as coisas tenham o mesmo impacto”, afirmou O’Donoghue.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do mundo da música, do The Script e da Nação da Música!

COMPARTILHAR
Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!