Maneva
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.

Nos próximos dias 14 e 15 de junho, Maneva irá gravar o terceiro DVD de sua carreira, que desta vez será acústico. Os shows serão na Casa do Lago, anexo ao Estância Alto da Serra, em São Paulo.

O quinteto de reggae acaba de disponibilizar o videoclipe do single “To de Pé”, parte do novo trabalho acústico, que representa e defende os estilos alternativos de vida para cada um. A Nação da Música conversou com o vocalista Tales de Polli sobre as expectativas para a gravação do novo DVD, o videoclipe do single e também sobre o carinho dos fãs.

Entrevista feita por Marina Moia.

——————————————————————————————————————— Leia a íntegra

Vocês acabaram de lançar o clipe do novo single “To de Pé” e já está com meio milhão de views. Como foi a gravação do clipe?
Tales: É bem bacana, velho. A gente não tem tanta experiência em gravar clipes, e sim DVDs, essas paradas, mas curtimos bastante. É uma linguagem rápida com esse público, a galera tem uma identificação de imediato e a gente também se identifica. Tem essa resposta bem rápida. A gente está curtindo bastante fazer [clipes]…

É uma música com uma mensagem bem positiva, otimista. Quais foram as inspirações na hora de criá-la?
Tales: Essa música quem compôs fui eu, o Deko e o Gabriel Elias, a gente fez uma parceria. É a primeira vez que eu tô escrevendo com a galera, porque sempre escrevi as paradas sozinho. A gente achou que ficou bem legal, está com uma linguagem bem diferente do que a gente vinha fazendo e achamos que era um momento legal pra fazer isso.

Daqui uns dias, vocês gravam o terceiro DVD da carreira. Como estão as expectativas da banda?
Tales: A ansiedade está a milhão! A gente sempre tenta fazer nosso melhor e sabe que não é um show comum, um show normal. É um momento muito especial da nossa carreira, são coisas que ficam marcadas pra sempre na vida de um artista. A gente tem essa noção, essa felicidade, de conseguir lidar com isso da melhor maneira possível, de fazer e praticar a boa música e estar pleno nas coisas que fazemos, com muita certeza e muita confiança de que é um bom disco e é um bom trabalho, um trabalho bonito.

Além de ser acústico dessa vez, quão diferente vai ser dos trabalhos anteriores?
Tales: Gosto sempre de trabalhar mais com as semelhanças do que com as diferenças. Acho que quando a gente está fazendo uma coisa, sempre tentamos nos espelhar nas coisas que deram certo. Buscamos semelhanças como as músicas inéditas, que sabemos que a gente amadurece, o ser humano tem esse estilo de vida muito rápido; o que você era ano passado, você já não é mais neste ano. A gente gosta muito de externar isso e sempre gostamos de colocar novas canções, novas sonoridades que a gente não tenha usado ainda. Acho que essa é a principal semelhança com o outro. Apesar do anterior não ter essas paradas, ele tem esse sentimento, esse cheiro de coisa nova.

Já tem uma data de lançamento?
Tales: Olha, acho que deve ser lançado em setembro, se bobear até um pouco antes vamos lançar esse trabalho.

No DVD anterior, vocês convidaram diversos colegas, artistas, para cantarem com vocês. Com quem vocês gostariam de fazer uma parceria no futuro?
Tales: Nossa, no futuro? Não sei! Ultimamente eu tenho conseguido cantar em shows com uma galera que sempre admirei, que fizeram parte da minha vida, e acho que o negócio da parceria é o momento. Mas acho que Zé Ramalho seria o cara, pra cantar e estar junto. Seria monstro!

Maneva é um dos grandes nomes do reggae atualmente no Brasil. Vocês sentem esse peso/responsabilidade? Como enxergam a cena do reggae nacional hoje?
Tales: Acho que pra gente não tem muito peso, até porque tem outras bandas que dividem muito, ou até mais, o que a gente carrega. Não temos essa preocupação. A gente está sempre querendo levar de maneira leve, que é o que o reggae nos representa, e enfrentar as dificuldades com o máximo de calma possível pra podermos pensar melhor. É nesse clima que a gente tenta fazer parte das vidas das pessoas de uma maneira legal, positiva.

Vi o vídeo do Matheus, fã criança que se emocionou por conhecer vocês, e achei algo muito puro! Como é ter essa resposta dos fãs, não só em números, mas pessoalmente, principalmente tão jovens?
Tales: Isso é emocionante! Não é a primeira vez que acontece. A gente teve a possibilidade de registrar isso, até pra eternizar como uma lembrança boa pra gente.  A criança tem esse sentimento puro, ela não tem segundas intenções com seu amor, ela só quer o seu amor, a sua atenção, e acredito que isso seja mais puro nas crianças. Essa parada é muito doida, dá até emoção de falar. É isso, é o grande lance… a pureza das crianças

E vocês fazem muitos, muitos shows. Como está a turnê?
Tales: Tá bem legal! Dinâmico, divertido, está passando rápido, sabe? Os shows estão sendo sensacionais. São shows que apesar do cansaço da estrada, eles renovam a nossa energia. A galera sempre com muita atenção. A gente sempre quer voltar pra estrada de novo. Atrapalha um pouco agora, nesse momento do DVD, mas é isso aí… tá bom demais!

Além do DVD novo, o que podemos esperar do restante do ano pro Maneva?
Tales: A gente vai lançar esse acústico agora no segundo semestre de 2018 e depois vamos fazer a turnê do acústico. Vamos também fazer um filme de animação, que vai ser uma parada bem legal. É um trabalho que estamos fazendo a parte sonora e está ficando bem bonito, bem legal. E o resto, vamos vendo! [risos]

Gostaria de mandar uma mensagem para os leitores do Nação da Música?
Tales: Salve galera do Nação da Música! Escutem muita música! Fiquem com Deus. Um beijo!

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Maneva, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.