Entrevistamos Peach Tree Rascals sobre processo criativo e novas músicas

peach tree rascals
Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

A banda Peach Tree Rascals nasceu em 2018 e, com dois anos de existência, já atingiu números incríveis nas plataformas de streaming e Youtube. São mais de 21 milhões de streams em “Mariposa” no Spotify, cujo clipe conta com mais de 15 milhões de visualizações.

- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

A Nação da Música teve a oportunidade de conversar via Zoom com os integrantes Issac Pech, Jorge Olazaba e Tarrek Abdel-Khaliq sobre o rápido sucesso da banda, os próximos projetos e também sobre como anda a criatividade durante o mundo pandêmico e o isolamento social.

- PUBLICIDADE -

Entrevista por Marina Moia.

- PUBLICIDADE -

————————————–Assista na íntegra (ative as legendas no vídeo!):

- PUBLICIDADE -


————————————–Leia a íntegra:
Vocês já possuem milhões de visualizações, de streams… E é uma banda nova! Só dois anos, certo? Como vocês processam isso na cabeça de vocês? Todos esses números, streams, visualizações, num período tão curto de tempo?
Tarrek: Sinceramente, nós somos muito gratos. E por mais inacreditável e incrível que seja, isso era o nosso objetivo desde o começo. Porque estávamos fazendo músicas que sabíamos que poderiam atingir milhões de pessoas e que poderiam afetar milhões de pessoas. Então, nós meio que imaginamos que seria assim.

E acho que é por isso que está acontecendo, porque sempre foi nossa intenção. Mas ao mesmo tempo nós temos que ser gratos e agradecer a todos que estão nos apoiando e nos dando força. É incrível! Não são muitos artistas que conseguem fazer isso no ritmo em que estamos fazendo.

- PUBLICIDADE -

Temos essa mentalidade e uma consistência em lançar e postar vídeos e interagir com os fãs. Fazer todas essas pequenas coisas para manter o momento. Nós trabalhamos muito pra isso. É uma coisa linda ver tudo tomando vida agora.

Vocês são uma banda de cinco pessoas, cinco caras. Como o processo criativo funciona? Como vocês lidam com diferenças criativas?
Tarrek: Todos nós temos nossos próprios papéis individuais. Então é fácil trabalharmos juntos, porque cada um tem um lugar próprio e um jeito próprio de fazer as coisas. E nós somos amigos desde antes! Antes de sermos uma banda, um grupo.

- PUBLICIDADE -

É bem fácil falar sobre o que não gostamos ou o que gostamos e nos comunicar sobre esse tipo de coisa. Então, quando diferenças criativas surgem, é somente uma questão de conversa e então decidimos um meio termo que seja o melhor para a música ou para a arte no final do dia. E nós tomamos as decisões necessárias para que a melhor versão ganhe vida.

Vocês irão lançar um single por mês até o final do ano. O que podemos esperar das próximas músicas que vocês irão lançar?
Tarrek: Eu diria que você não pode realmente esperar… Você não pode esperar as próximas músicas porque são músicas que fizemos no decorrer dos últimos anos.
Algumas mais recentes, outras de anos atrás. Elas meio que são bem variadas. E mesmo elas que sejam muito “a gente”, nós queríamos esse elemento surpresa e o fato dos fãs não saberem o que vem por aí, o que esperar. Cada música tem sua própria personalidade.

- PUBLICIDADE -

E quando se trata de singles, porque temos lançado apenas singles desde o começo da nossa carreira, nós tratamos cada single como um projeto individual. Então nós queremos que seja assim também para os fãs, os ouvintes. Não queremos que seja apenas um single. Nós queremos que seja todo um projeto, com uma imagem, com sua própria estética. Cada música, cada single, é uma experiência, que irá culminar num projeto maior, assim esperamos.

E vocês estão planejando lançar um álbum ou um EP no próximo ano?
Tarrek: Sim, nós estamos! Não sei se podemos falar muita coisa, mas sim, estamos planejando! Nós tiramos esse ano para cultivar um público, meio que mostrar cada single. Atraindo públicos diferentes porque nós somos um grupo que não foca muito no gênero, nós focamos nas canções em si, na música. Quando entramos no estúdio para gravar, nós tentamos fazer o melhor projeto possível. Se soa como este ou aquele gênero, nós não pensamos muito nisso.

- PUBLICIDADE -

Nós só queremos que cada música seja a melhor música que podemos fazer. Este é o objetivo neste ano. Esperamos atrair públicos diferentes e que possamos fazer um disco que tenha o seu próprio “feeling” e que seja um projeto único.

A quarentena e o mundo pandêmico em que estamos vivendo afetaram sua criatividade, de maneira boa ou ruim?
Tarrek: Hm, são altos e baixos! Às vezes, com o tempo que temos, nós temos mais possibilidade de sermos criativos porque não estamos saindo. E não temos com o que nos preocupar, a não ser ficar em casa. Em outros dias, o jeito que o mundo está é muito pesado e você tem apenas que fazer nada por um tempo para cultivar essa criatividade. Para quando de fato voltarmos, nós voltamos mais fortes.

- PUBLICIDADE -

Durante a pandemia, a única coisa que realmente parou para nós foi a turnê. Porque iríamos sair e fazer shows e é triste que não podemos fazer isso. Mas isso só nos dá mais tempo para planejarmos o ano que vem e construir o show e criar algo maior do que o que poderia ter acontecido neste ano.

Eu estava ouvindo as canções da banda e assistindo aos vídeos na última semana e a música tem uma vibe muito gostosa. O que vocês esperam que as pessoas absorvam das músicas da banda? Especialmente neste mundo em que estamos vivendo hoje.
Tarrek: Só a mentalidade de ser sempre você mesmo e aceitar você mesmo. Que não importa quão ruim as coisas podem ficar, você ainda pode fazer coisas que te ajudem a se sentir melhor. Para nós, isso é a música que ajuda a nos sentirmos melhor. E estarmos perto uns dos outros se divertindo e coisas assim. Então é algo que tentamos mostrar nas músicas também.

- PUBLICIDADE -

Como amigos, passamos muito tempo em caminhadas e estando perto da natureza. Quando você está perto da natureza e não tem sinal de telefone, você meio que não tem escolha a não ser estar ali no momento, estar presente. E não sentir tanto o stress que sentiria quando está sempre conectado com tudo. Quando está sempre online, na cidade, e tudo mais. É isso que transparece na música. Esse sentimento bom e poder
se afastar do que está acontecendo no mundo hoje em dia. E meio que estar no seu próprio mundo, tentando animar a todos.

Tem algum artista ou alguma banda com quem vocês gostariam de colaborar cantando ou compondo junto?
Tarrek: A lista é muito longa! O motivo de nós termos virado artistas pra início de conversa foi por causa dos artistas que nós seguimos e que nos inspiram a sermos bons. Honestamente, a lista é longa. Mas tem o Kendrick Lamar, Frank Ocean, Chance The Rapper, Omar Apollo, Brittany Howard, John Mayer, Doja Cat, Tyler The Creator.

- PUBLICIDADE -

Nós podemos fazer isso! Conseguimos passar a entrevista inteira falando de artistas que gostamos e com quem queremos trabalhar. Isso nos ajudou também. Não apenas fazer músicas ou qualquer tipo de música. Vamos fazer músicas que nós e os artistas que admiramos gostariam de trabalhar também. E eu acho que colocar a gente nesse patamar nos ajudou no nosso crescimento e evolução no nível que nós queríamos. Se a gente não tivesse essa mentalidade, não sei quão rápido teríamos crescido e quão rápido as coisas teriam começado a dar certo pra gente.

Vocês conhecem música brasileira?
Tarrek: Bom, conhecemos um pouco! Tem um artista brasileiro que eu não lembro o nome, mas que tem uma música com o Drake. E nós deixamos essa música pra repetir por semanas.

- PUBLICIDADE -

Jorge: Por causa disso, eu ouvi as outras músicas desse cantor e eu realmente gostei dele!

Tarrek: Música brasileira é muito… divertida! É, é muito divertida!

- PUBLICIDADE -

Vocês recebem muitas mensagens dos fãs brasileiros?
Tarrek: Sim, recebemos. E é incrível! Esse é um dos locais que mais queremos ir! Queremos viajar pro Brasil e conhecer os fãs. A energia daí é uma energia com a qual nos identificamos muito.

- PUBLICIDADE -

Por último, mas não menos importante, vocês gostariam de mandar um recado aos fãs brasileiros?
Tarrek: Uma mensagem aos nossos fãs brasileiros! Um: nós amamos vocês e nós valorizamos vocês! E agradecemos por nos apoiarem e acreditarem na gente! E mal podemos esperar para ver todos vocês no ano que vem, tomara! Fiquem seguros e se cuidem! E cuidem das suas famílias.

Sempre sejam vocês mesmos e estejam cercados de pessoas que os inspirem a ser a melhor versão de si mesmo. Estejam cercados de pessoas que te aceitem e que permitam que você seja você mesmo. Continuem criativos durante esse período e tentem achar coisas que ajudem você a aproveitar esses “ano da covid-19”, mesmo com as coisas ruins.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Peach Tree Rascals, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.