Supercombo
Reprodução / Divulgação

Em setembro de 2018, acontece em Uberlândia, interior de Minas Gerais, a quinta edição do Festival Timbre, que celebra a música independente nacional. O evento será entre os dias 09 e 16 do próximo mês. No total, são 25 atrações de todas as partes do Brasil.

Entre as bandas do line up, o Supercombo aparece como um dos principais nomes. Eles se apresentam na sexta-feira, 14 de setembro, no palco interior do Teatro Municipal. Especificamente sobre o show, o grupo disse que será o da Session da Tarde. “É um show mais intimista, quase que um bate papo. Tocamos músicas das 2 temporadas das sessions lançadas. Teremos participação da lindona Natália Noronha do Plutão Ja Foi Planeta”, contam.

Aproveitando a temática Session da Tarde, eles já confirmaram a 3ª temporada para o Nação da Música. “Vamos lançar a terceira temporada ainda esse ano, e aí ano que vem vamos gravar novos episódios com novas participações”, afirma a banda.

Em meio aos shows, a Supercombo trabalha no novo disco. “Lançamos dois singles esse ano e aí ano que vem sai o disco por completo. Esse álbum vem com um diferencial, vamos lançar em formato HQ”, comunicam. “Estamos muito orgulhosos do que estamos produzindo”, completam.

Com um sonho de gravar com Lenine e influências que vêm de Radiohead, Bon Iver, Kimbra, Thrice e Minus The Bear, a Supercombo está animada para o Timbre. “Minas tem um público caloroso e cativante. É uma delicia tocar com essa vibe”, finaliza a banda.

A edição deste ano traz como tema “Nossa Voz, Nosso Poder” – uma celebração à diversidade e, principalmente, ao empoderamento da mulher. Segundo a assessoria, desde a equipe até o line up, a curadoria do festival pensou cuidadosamente nas vozes delas. Após o contato com a cooperativa de mulheres da música SÊLA, o programador e idealizador do Festival Timbre, Gabriel Caixeta, se sentiu inspirado a propor uma seleção baseada na igualdade de gêneros.

“Estou cercado por mulheres no Timbre, mas não parecia evidente para o público o protagonismo delas no evento. A partir dessa constatação, selecionamos nomes que reforçam a importância não só da mulher, mas do artista negro e LGBTQ+. Ter Elza Soares e Karol Conka em nossa programação é um marco para nós”, afirma o programador e idealizador do evento, Gabriel Caixeta.

Entre os destaques, estão Elza Soares, Karol Conka, BaianaSystem, Marcelo D2, Plutão Já Foi Planeta, Supercombo, Porcas Borboletas, Drik Barbosa, Musa Híbrida e Carne Doce.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Supercombo, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.