Lollapalooza 2022 – Pabllo Vittar: Trajetórias, lançamentos e playlist

Pabllo Vittar
Foto: Rafael Strabelli | Arte: @OGugaRibeiro / Nação da Música
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Finalmente chegamos na semana do festival Lollapalooza 2022! E nós, aqui da Nação da Música, continuamos cobrindo diversos artistas presentes no line-up desse ano. Depois de textos sobre a carreira e os lançamentos de cantores, rappers e bandas como Miley Cyrus, Doja Cat e The Strokes, apresentamos vocês a uma das maiores estrelas do Brasil e, com certeza, uma das maiores drag queens do mundo: Pabllo Vittar!

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Apresentando-se no primeiro dia do evento, na sexta-feira, 25 de março, a cantora e drag nasceu no Maranhão e está tomando o globo, já tendo feito shows em outros festivais, como o próprio Coachella em terras estadunidenses. Pabllo sempre se interessou por música, mas, começou a performar como drag queen aos 17 anos, após se mudar para Uberlândia, Minas Gerais, para a faculdade.

- ANUNCIE AQUI -

A artista começou suas obras autorais com “Open Bar” de 2015, uma releitura da música “Lean On”, do Major Lazer. Essa faixa foi produzida por Rodrigo Gorky, um músico que trabalha com ela até hoje em dia. No mesmo ano, o primeiro EP de Pabllo Vittar foi lançado, com o mesmo nome e contando com cinco músicas, e uma turnê por casas de show e boates ao redor do país.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

O EP, por ser feito de releituras, foi removido das plataformas de streaming, só restando “Open Bar”, porém, logo mais, Pabllo já estaria trabalhando em seu primeiro álbum e construindo seu legado como artista única. Em 2017, após o fim da turnê, a cantora soltou seu disco de estreia, “Vai Passar Mal”, com hits como “Todo Dia”, “K.O.” e “Corpo Sensual”.

Misturando forró, funk e pop, o álbum foi um sucesso inovador para uma artista LGBTQ+ e drag queen. Pabllo Vittar continuou participando de feats e trazendo cantores e rappers para sua obra, como, por exemplo, “I Got It”, ao lado da britânica Charli XCX em 2017, a primeira de muitas colaborações da dupla.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Somente um ano depois, em 2018, Pabllo já lançou o segundo disco, chamado “Não Para Não”, também recheado de hits e conectando tendências brasileiras, como o forró mais calmo de “Disk Me”, com ritmos da cena musical internacional, por exemplo, o pop eletrônico de “Problema Seu”. Além disso, a cantora soltou sua primeira aventura em uma vibe mais latina, em “No Hablo Español”. Curiosidade: todas as faixas desse álbum se incluíram no top 50 do Spotify!

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Já completamente dominando o Brasil e fazendo sua marca no mundo, com shows nas paradas do orgulho LGBTQ+ nos Estados Unidos e Canadá, Pabllo Vittar já estava se preparando para o terceiro projeto. Inovadora também no formato com que seu terceiro disco foi revelado e divulgado, a artista dividiu a obra em duas partes.

- ANUNCIE AQUI -

“111 1”, a primeira seção do álbum de estúdio, foi lançada no final de 2019, contando com colaborações com Charli XCX e Psirico. A segunda parte, no entanto, foi vazada nas redes sociais e seu lançamento adiantado para março de 2020 – mesmo assim, diversas faixas foram grandes sucessos, inclusive as presentes na versão deluxe, como “Bandida”.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Continuando com seus curtos intervalos entre projetos, Pabllo Vittar não demorou muito para anunciar e lançar seu álbum mais recente, “Batidão Tropical”, que é a era da artista na qual estamos atualmente. O disco saiu em junho de 2021 e é um dos projetos mais aclamados da cantora, especialmente pela forma com que mescla pop, tecnobrega e forró.

No fim do ano passado, 2021, Pabllo também comemorou 5 anos de carreira com um super show virtual, além de um álbum ao vivo, ambos intitulados “I Am Pabllo”. Por causa disso, podemos esperar canções de todas as suas eras em seu show no Lolla 2022!

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Mas, caso você esteja ansiose para se preparar: no fim desta matéria, você encontra uma playlist que fizemos com base em outras setlists da Pabllo Vittar!

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Pabllo Vittar, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!



Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -
Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.