Divulgação

Durante entrevista na rádio americana Alt 98.7, Mike Shinoda falou sobre como está lidando com a morte de Chester Bennington e explicou como Dave Grohl o inspirou neste momento, de acordo com publicação da NME de sexta-feira (06).

Mike declarou que tem conversado muito com seus amigos, como o vocalista do Deftones, Chino Moreno, sobre como as pessoas lidam com perdas e como é diferente a sensação de perder um avô quando ainda somos crianças e depois de anos, perdermos um amigo da nossa idade:

“Eu percebi que definitivamente não sou invencível, e não tomarei todas as decisões corretas. Eu prometo que cometerei erros ao longo do caminho e estou em paz com isto. Contanto, que eu consiga seguir o meu caminho e desvendá-lo enquanto isso. Eu sinto que isso ajuda a aproximar as pessoas.”

No decorrer da entrevista, ele citou Dave Grohl, vocalista do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana, como inspiração para enfrentar esses momentos difíceis.

“Se eu conseguir estar do outro lado e ver alguém se saindo bem, como por exemplo Dave Ghrol após o Nirvana. Vê-lo trabalhando e de volta, criando o Foo Fighters do zero, é nesse momento que você percebe que isto pode ser feito e parece heróico, de certa forma.”

Em entrevista à revista Vulture, Shinoda falou que, apesar da banda ainda manter contato, ele não tem como dizer o que acontecerá com o Linkin Park no futuro. Em março, ele anunciou que lançará um álbum intitulado “Post Traumatic” no dia 15 de junho, contendo “Place To Start”, “Over Again”, “Watching As I Fall”, “Crossing a Line”, “Nothing Makes Sense Anymore” e outras 11 faixas.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Mike Shinoda, Linkin Park, Foo Fighters, Dave Grohl, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. Assista a entrevista completa: