Resenha: Bon Jovi esbanja carisma e acerta em show de São Paulo

Foto: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts – Divulgação.

“Ontem nós tocamos no Rock in Rio, mas aqui está muito melhor!”, disse Bon Jovi entre as primeiras músicas do um show desse sábado (23), que incrivelmente começou 10 minutos antes do horário previsto com a música “This House is Not for Sale”, lançada no segundo semestre do ano passado.

Bom vamos lá, para você entender, eu me recusei a assistir ao show dele no Rock in Rio, por dois motivos; o primeiro é que, sim é legal ver pela TV alguns shows, mas a vibe é totalmente diferente de estar lá, presente, e não dá pra julgar dessa forma, e a segunda envolve as faixas apresentadas, por serem shows seguidos, isso tende a se repetir, mudando uma coisa ou outra e eu queria evitar todo o peso que dariam ao show, mesmo que de certa forma fosse inevitável, já que muitos colegas de profissão e amigos afirmaram que o show foi fraco e que Jon estava com pouca voz.

Pois bem, de certa forma essa é uma crítica que dá para ser levada em consideração, pois ele sim não está numa constante enquanto canta. Em alguns momentos a voz dele se sobressai e você ouve perfeitamente – principalmente nas músicas que empolgam mais o público e também à ele -, em outros a ajuda dos companheiros de banda e seus respectivos backing vocals, salvam trechos de música onde rolou uma falha, mas isso com certeza não carrega um peso tão forte e muito menos anula o fato de que o show foi muito bem apresentado e o vocalista sabe o real significado de Show Man. Ele consegue manter o público aquecido e nas mãos dele, usando e abusando de um carisma singular.

Foto: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts – Divulgação.

Ao todo, o público do Allianz Parque em São Paulo, pode conferir 22 músicas, em uma performance recheada de clássicos que teve como pontos altos nomes como “You Give Love a Bad Name”, “It’s My Life” e “Have a Nice Day”.

Rolou também uma versão acústica de “Someday I’ll Be Saturday Night”, música assinada exclusivamente pelo vocalista e “Bed Of Roses”, onde uma fã teve a honra de subir ao palco, dançar com Jon e de quebra ganhar vários selinhos do vocalista.

As aclamadas “Always” e “Livin’ on a Prayer” ficaram para o final, sendo que essa segunda fez a energia desse momento, algo muito especial, assim como merece este, que na minha opinião, é o maior hit da carreira dos caras. Independente de onde você olhava, tinha milhares de pessoas pulando, cantando e curtindo a tão aguardada faixa, e que na sequencia trouxe a “These Days”, a música que encerrou a noite.

Revisão do texto feita por Marina Moia.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Bon Jovi e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.