Resenha: Em turnê de despedida, Slayer dá adeus a São Paulo em grande estilo

Resenha por Itaici Brunetti.

Poucas vezes se viu o Espaço da Américas, em São Paulo, tão lotado como nesta noite de quarta-feira (02). Os mais de oito mil headbangers presentes foram dar adeus a uma das melhores bandas de trash metal: o gigante Slayer.

- Publicidade -

O grupo de Tom Araya, Kerry King, Gary Holt e Paul Bostaph está realizando a turnê de despedida após quase quarenta anos ininterruptos fazendo as pessoas balançarem a cabeça até não poder mais. Assim que acabarem as datas de apresentações marcadas, a banda será sepultada e cada integrante seguirá sua vida. Esse é o plano.

Por isso, tanto o público quanto a banda estavam visivelmente emocionados. Araya, que embora cante e grite como se estivesse 100% puto da vida, não tem nada de bravo e sorri o tempo todo assistindo a devoção do público brasileiro. “Muito obrigado por terem vindo nos ver hoje”, agradeceu ele ao microfone, fazendo sinal de reza com as mãos.

O repertório é o mesmo apresentado na turnê; começa com “Repentless”, passa por “World Painted Blood”, “War Ensemble” e “Mandatory Suicide”. Mas, é na parte final que o show se torna incendiário com a sequência matadora de “Seasons in The Abyss”, “Hell Awaits”, “South of Heaven”, “Raining Blood”, “Black Magic”, “Dead Skin Mask” e “Angel of Death”. Haja fôlego e preparo físico para aguentar todos esses petardos no mosh.

Por fim, quem não saiu do Espaço das Américas com algum hematoma no corpo, levou para casa um zumbido no ouvido que ficará ecoando por dias. Show do Slayer é assim: nunca é oito ou oitenta. É sempre oitenta.

- Publicidade -

Agora, só resta orar (e esperar) por uma notícia de retorno da banda daqui a alguns anos. E, se caso aconteça, que passem sempre pelo Brasil.

O Slayer ainda se apresenta nesta sexta-feira (04) no Rock in Rio, no Rio de Janeiro. O festival segue até domingo (6) com shows de Red Hot Chili Peppers, Iron Maiden, Black Eyed Peas e Muse.

- Publicidade -

Setlist

Repentless
Evil Has No Boundaries
World Painted Blood
Postmortem
Hate Worldwide
War Ensemble
Gemini
Disciple
Mandatory Suicide
Chemical Warfare
Payback
Temptation
Born of Fire
Seasons in the Abyss
Hell Awaits
South of Heaven
Raining Blood
Black Magic
Dead Skin Mask
Angel of Death

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Slayer, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - clique aqui e cadastre-se. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!

- PUBLICIDADE -
Avatar
Redação
A redação é comandada por Rafael Strabelli, Editor Chefe e Fundador da Nação da Música, que existe desde 2006. O site possuí mais de 20mil publicações entre notícias, shows, entrevistas, coberturas, resenhas, videoclipes e muito conteúdo exclusivo.

Deixe seu comentário!

#Publi

Últimas

Trilha Sonora: 23 músicas do filme “Doutor Estranho” (Doctor Strange)

Em meio ao isolamento social em que estamos, é normal que o consumo dos serviços de streaming conquiste mais e mais espaço, e um...

Playlists: Mc Zaac indica 14 músicas para ouvirmos durante a quarentena

Com escolhas muito ecléticas, Mc Zaac é o novo convidado da nossa coluna especial de playlists para ouvirmos na quarentena. O funkeiro colocou desde gospel,...

Dua Lipa, Pearl Jam, Pabllo Vittar e mais. Ouça 63 novidades da semana

A última semana completa de março chega ao final com muitas novidades, principalmente álbuns, nacionais e internacionais. Entre os principais discos, temos Pearl Jam com...

Queen disponibiliza vídeo de “Radio Gaga” no “Fire Fight Australia”

O Queen disponibilizou, na madrugada desta sexta-feira (27), o vídeo da performance do clássico “Radio Gaga” no show beneficente Fire Fight Australia, que aconteceu...

Pearl Jam lança novo álbum de inéditas; Ouça “Gigaton”

Após quase três meses de espera, o Pearl Jam lançou nesta sexta-feira (27) seu décimo primeiro álbum de estúdio, "Gigaton". O novo compilado foi produzido...

#Publi