Dona do vídeo mais acessado no canal Vevo durante dois mil e treze. Aparições excêntricas, frases ousadas e um apelo sensual imerso em um universo colorido. Miley Ray Cyrus começou a apresentar sua quarta turnê em terras brasileiras e o Nação da Música marcou presença para destacar os principais momentos desse show pra lá de inusitado. Acompanhe:

Balões coloridos anunciavam a presença do mundo de Cyrus, mesmo antes da dona da língua mais polêmica da indústria do entretenimento, pisar em seu palco. A estrutura montada na Arena Anhembi (SP), na noite de ontem (26), não era a que normalmente acompanha a cantora durante a Bangerz Tour – por problemas de logística, a grandiosidade da estrutura que vem sendo apresentada mundialmente teve que ser reduzida, entretanto não interferiu em nada na festa promovida por Miley.

Perto das nove e quinze da noite, a figura da loura se colocou em evidência aos holofotes e até a garoa da capital tornou-se mais leve para não atrapalhar sua entrada triunfal – mesmo sem o escorregador em formato de língua, que tornou essa parte do show tão comentado. “SMS (Bangerz)”, “4×4” e “Love Money Party” guiaram os primeiros minutos de show, introduzindo ao público uma atmosfera com muitas reações divertidas espalhadas pelos setores.

As trocas de figurino foram tão plurais quanto a diversidade da setlist – após o bloco que incluía a faixa “Do My Thang” e água (carinhosamente) cuspida nos fãs, a artista realizou covers de Beatles e Etta James, confirmando sua potência vocal e irreverência diante do microfone.

Próximo das dez e quarenta da noite, Miley fez a frase “Amor é a única coisa que importa!” ecoar por meio das caixas de som e deu início a uma sequência de canções que, certamente, foram o clímax da apresentação – “We Can’t Stop”, “Wrecking Ball” e “Party in The USA” deixaram o público anestesiados com suas batidas, vocais e chuva de papel picado.

- PUBLICIDADE -

O espetáculo em si reflete a personalidade de Cyrus, as cenas psicodélicas representadas no telão e uma intensa dualidade que mescla ursinhos pop com cenas agressivas ou sensuais. Em suma, Miley é uma performer competente que manteve o show em animação linear, fazendo jus aos versos de “We Can’t Stop”. É, ela não pode parar.

Setlist:

“SMS (Bangerz)”
“4×4”
“Love Money Party”
“Maybe You’re Right”
“FU”
“My Darlin’”
“Do My Thang”
“#GetItRight’
“Can’t Be Tamed”
“Adore You”
“Drive”
“Lucy in The Sky with Diamonds  (The Beatles cover)”
“I’ll Take Care of You (Etta James cover)”
“Jolene (Dolly Parton cover)”
“23 (Mike Will Made-It cover)”
“On My Own”
“Someone Else”
“We Can’t Stop”
“Wrecking Ball”
“Party in The USA”

Próximas datas:

- PUBLICIDADE -

Rio de Janeiro
28 de setembro (domingo)
Horário: 20h30
Local: Praça da Apoteose