Green Day
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.

Aconteceu na última sexta-feira (03) o show do Green Day em São Paulo (SP), mais precisamente no Anhembi, uma noite que, principalmente para os fãs estavam presentes será lembrada por muito tempo.

A ambientação antes do show começar era maravilhosa. O público cantava em coro “Bohemian Rhapsody”, um dos maiores clássicos do Queen e, assim como acontece em todos os shows do Green Day, logo tivemos a presença do tradicional coelho “Pink Bunny” animando e antecedendo a entrada dos caras.

Eles não vinham ao Brasil desde 2010, fizeram uma performance que começou pontualmente às 22h, se estendendo até aproximadamente 0h30 do sábado (04).Durante todo esse tempo foram tocadas cerca de 30 faixas, além de um medley que reuniu alguns covers, que incluíram o hino dos Rolling Stones “Satisfaction”, e “Hey Jude” dos Beatles.

Muitas vezes eu me pergunto como algumas bandas conseguem ter paciência de tocar as mesmas músicas por anos, sem perder o brilho ou se cansarem. No caso do Green Day, eles conseguiram apresentar músicas novas e revisitar as antigas com a mesma expressão e potência, mostrando uma energia e um prazer em estar tocando que exalava por todo o local, que de acordo com os organizadores tinha pouco mais de 25 mil pessoas.

Green Day
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.

O trio subiu ao palco acompanhado dos músicos de apoio e apresentaram “Know Your Enemy” e “Bang Bang” e entre elas, o Billie Joe convidou um dos presentes que estavam na grade para subir, curtir o momento e cantar com os caras, e não foi só ele que conquistou essa proeza. Ao longo da noite, outras duas pessoas também foram chamadas e uma delas até tocou guitarra com os integrantes em um momento que, com toda certeza, ele se lembrará para o resto da vida dele. Por isso, inclusive, essa foi a foto que eu quis colocar como destaque para vocês – lá em cima – ela representa muito do que foi esse dia; sorrisos sinceros, troca de energia, uma união nítida dos integrantes da banda, que interagiam e brincavam com todos o tempo todo.

Teve muita correria por parte do Billie Joe, que mostrou uma disposição que um dia ainda pode vir a ser comparada com a do Mick Jagger (Rolling Stones) de atualmente, mas só quando ele ficar mais velho obviamente. Entre uma música e outra sempre rolava algum tipo de interação, seja com frases de embasamento político, que como já podem prever rolou o “Fora Temer” por parte do público, ou jogando água na galera, atirando camisetas da banda para as pessoas e declarações de amor por São Paulo e pelo Brasil.

- PUBLICIDADE -

A sequência final foi cantada do início ao fim pelos presentes. Começando por “Forever Now”, passando por “American Idiot”, “Jesus of Suburbia”, “21 Guns” e se encerrando com “Good Riddance (Time of Your Life)”, que embalou uma chuva de papel picado com o nome da banda e deixou aquela sensação nas pessoas de que o show valeu cada centavo do ingresso. Este sem sombra de dúvidas é, se não o melhor, um dos melhores shows que passaram pelo país em 2017.

Confira a galeria de fotos – tiradas por este que vos fala, Rafael Strabelli:
NM
Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Green Day, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!  Veja o setlist completo: