Resenha: The Maine encerra turnê brasileira encorajando fãs a se cuidarem


The Maine encerrou nesse domingo (23) a sua turnê brasileira no centro do Rio de Janeiro, no Circo Voador, mesmo local onde eles tocaram nos anos anteriores. Apesar da casa não estar cheia, talvez pela crise do país ou pelo fato de ter sido num início de semana, a plateia, assim como a banda, estava muito empolgada.

Michael Richarson, escolhido através de uma votação na internet, ficou com a tarefa de animar a galera antes da atração principal começar e, além de cantar músicas autorais, fez um cover de “Take Me Dancing”, parte do EP “Good Love (The Pioneer B Sides)”, de The Maine.

A banda veio divulgar o álbum mais recente, “Lovely Little Lonely”, mas não tocou as faixas apenas dele e os fãs puderam ouvir um pouco de cada trabalho. Essa foi a quinta passagem deles pelo estado, porém John O’Callaghan perguntou se alguém estava assistindo ao show pela primeira vez e alguns levantaram as mãos.

No repertório, trouxeram músicas como “English Girls” e “Am I Pretty?”, do “American Candy”, além de “Bad Behavior” e “How Do You Feel?” do álbum que dá nome à turnê.  A faixa mais cantada pela galera foi a clássica “Girls Do What They Want”, ocasião em que dois fãs subiram ao palco e fizeram uma participação especial. Um deles inclusive viajou de Maceió e estava vendo a banda ao vivo pela primeira vez.

Apesar de estar doente, John interagiu bastante com o público; perguntando se estavam todos bem, jogando água no pessoal que estava tanto na pista, quanto na parte de cima do Circo. Durante a música “Right Girl”, o cantor deixou o segurança e todos os presentes atentos e preocupados, pois ele decidiu subir numa das caixas de som laterais do palco, e pulou de volta para o palco quando terminou de cantar. Destaque para o guitarrista Jared Monaco e seu solo durante a faixa “My Heroine”, que ficou incrível! O cansaço da banda era visível. Em comparação aos anos anteriores, eles interagiram menos com os fãs, mas isso não impediu que eles dessem o melhor de si no palco.

A noite acabou com a faixa “Another Night On Mars”, após John fazer um discurso motivacional para os fãs.

“Nós continuamos envelhecendo e eu perdendo o meu cabelo e vocês continuam voltando. É algo realmente bonito. Nós tocamos e só é possível porque vocês ouvem. Então, muito obrigada. Não sei quando voltaremos, sei que vai ser mais cedo do que tarde, mas eu tenho que dizer: a tristeza é tão importante quanto a alegria e se você consegue sentir qualquer coisa, essa é a coisa mais bonita sobre estar vivo. Então, tomem conta uns dos outros, mas acima de tudo: Sejam bons para si mesmos, ok? Sejam bons para si mesmos. Você é a única pessoa que você tem, entendem o que eu digo? Muito obrigada por nos deixarem tocar”, disse.

The Maine fez todos os presentes sentirem como se fosse verão em julho, aquecendo a noite carioca de inverno. Nós fizemos uma playlist especial com as músicas da noite para vocês ouvirem aqui.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o The Maine, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.