Seis motivos para ir ao show do All Time Low no Brasil

All_Time_Low4

Dentro de duas semanas o All Time Low desembarca no Brasil para uma nova série de shows. O grupo tem shows agendados em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, respectivamente nos dias 11, 12 e 13 de setembro. Mais informações a respeito dos ingressos você confere aqui. E abaixo, pode aproveitar e dar uma olhada nos seis motivos para ir ao show do All Time Low no Brasil, que a Nação da Música separou.

#Essência Adolescente

A banda de pop punk All Time Low iniciou em 2003, e, como já dissemos no nosso especial Bandas de A a Z, tem uma história inicial bem parecida com outras bandas desse período. Os integrantes se conheceram na escola, criaram sua banda e faziam covers da banda pop punk do momento Blink-182. Depois de já conseguirem sucesso, e até adaptarem um pouco de sua sonoridade, o All Time Low manteve sua essência adolescente, e a mantém até hoje.

#Evolução

A All Time Low representa muito bem o processo de evolução de uma banda. Por sorte (?) logo em 2004 eles já assinaram contrato e gravaram o primeiro EP. Um ano depois lançaram o álbum de estreia “The Party Scene”. Em 2006 trocam de gravadora e lançam mais um EP, no ano seguinte divulgavam o segundo disco “So Wrong, It’s Right”, já com turnês agendadas. Em 2009 lançaram o terceiro disco “Nothing Personal”. Após novas mudanças com gravadoras, o All Time Low ainda lançou seu primeiro DVD e mais dois álbuns,  “Don’t Panic” (2012) e “Future Hearts” (2015).

#”Future Hearts”

O atual e aguardado disco do All Time Low chegou no dia 07 de abril, intitulado de “Future Hearts”. O sexto álbum de estúdio é produzido por John Feldmann, vocalista da banda Goldfinger, e também traz parcerias em faixas com Mark Hoppus, do Blink-182, e Joel Madden, do Good Charlotte. No total o disco traz 13 faixas, sendo que uma delas foi apresentada no topo do Empire State of Mind.

#Blink-182

Como citamos acima, o All Time Low iniciou cantando covers do Blink-182. E em seu mais recente álbum traz a participação de Mark Hoppus. Conforme o vocalista Alex Gaskarth, em entrevista exclusiva para a Nação da Música, disse que cresceu ouvindo a banda – como bem sabemos – e que Mark é um ótimo talento para se trabalhar. Inclusive o All Time Low já se apresentou junto do Mark Hopputs com a faixa “Tidal Waves”.

#Sia

E por falar dos covers do Blink, acho super válido lembrarmos do cover de Sia que o All Time Low apresentou no início desse ano, mostrando a possibilidade de adaptação em seu geral de sonoridade do grupo. Eles apresentaram uma versão para a faixa “Elastic Heart”, e ficou muito bacana. O cover foi apresentado na rádio BBC Radio 1, quando eles divulgavam seu ábum “Future Hearts”

#Vans Warped

Três vezes. O All Time Low já participou de três edições do Vans Warped Tour, sendo que em duas delas foi atração principal. Na primeira vez, em 2007, fizeram parte da line-up do festival o que os ajudou nas vendas do disco  “So Wrong, It’s Right”. Dois anos depois, com o álbum “Nothing Personal”, em 2009, o grupo foi a principal atração da Vans Warped Tour. Isso se repetiu no ano de 2012, durante a divulgação do disco “Don’t Panic”.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do All Time Low e da Nação da Música.

COMPARTILHAR
João Pietro: Jornalista, gaúcho e admirador da música em todas as suas vertentes. Apaixonado pela cultura e suas diversas formas de se manifestar, entende que ela é transformadora. Não dispensa um café forte, imagina que se sai bem no improviso e valoriza as relações interpessoais. Também gosta de tocar violão, admira o amor e busca ser otimista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!