SZA é uma adolescente normal em vídeo de “The Anonymous Ones”

SZA
RCA Records / Blair Caldwell
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Uma adolescente em sua rotina, SZA atua no videoclipe de “The Anonymous Ones”, sua faixa presente na trilha sonora do filme “Dear Evan Hansen”, lançado nessa sexta-feira (24). Contando com muitas emoções nas expressões da cantora e uma paleta de cores vintage, o clipe acompanha muito bem a canção, que foi solta no dia 10, como você pôde ler sobre aqui na Nação da Música.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O vídeo começa com SZA sentada no chão de seu quarto, começando uma carta direcionada a si mesma – “Querida Solana…”, sendo esse seu nome de nascimento. Essa é uma referência direta à história do musical, na qual, para controlar sua ansiedade, o protagonista, Evan Hansen, é recomendado a escrever cartas para si mesmo – inclusive, o título “Dear Evan Hansen” aparece na abertura e no finale da obra.

- ANUNCIE AQUI -

Atravessando a cidade, movendo-se de ônibus e cantando nas ruas, SZA expressa o sentimento de anonimidade que vem junto com estar cercado sempre de tantas pessoas.

- ANUNCIE AQUI -

Para conferir o vídeo de “The Anonymous Ones”, aparição de SZA na trilha sonora de “Dear Evan Hansen”, só ir até o player no final dessa matéria.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam SZA, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -
Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.