Trilha Sonora: 35 músicas presentes no filme “Endings, Beginnings”

Endings Beginnings
Créditos: Reprodução/IMDB.
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Términos raramente são fáceis, não é mesmo? Esse é o ponto de partida do filme “Endings, Beginnings”, lançado em 2019, dirigido por Drake Doremus (“Loucamente Apaixonados”) e estrelado por Shailene Woodley (“Divergente”), Sebastian Stan (“Falcão e o Soldado Universal”) e Jamie Dornan (“The Fall”).

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Daphne decide dar uma pausa em relacionamentos amorosos depois de enfrentar outra desilusão amorosa. Contudo, os amigos Jack e Frank aparecem em sua vida, fazendo com que ela mude de planos enquanto tenta descobrir a si mesma. No final desta publicação, você confere o trailer do filme, como de costume.

- ANUNCIE AQUI -

A trilha sonora original foi criada pelo sueco Philip Ekström. O músico tem uma banda, formada em parceria com seu irmão, Henrik Ekström, a The Mary Onettes, cujas canções já apareceram em produções como “Grey’s Anatomy”, “Being Human”, “Zoe” e o previamente citado “Loucamente Apaixonados”.

- ANUNCIE AQUI -

Ao todo, são 13 faixas compostas apenas para “Endings, Beginnings”, além dessas também ouvimos canções de R.E.M., Beach House, The Cranberries, H.MOON, Slow Corpse, Cocteau Twins, entre outros. Você pode ouvir a playlist que nós montamos pelo player do Spotify, após o rodapé!

- ANUNCIE AQUI -

Victoria Legrand e Alex Scally, da banda Beach House, escreveram “Real Love”, parte integrante do disco “Teen Dream”, lançado em 2010. A letra fala sobre duas pessoas que se conhecem, em meio a tormentos da vida causados por situações como medo de intimidade ou depressão.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.
No início dos anos 90, a banda irlandesa The Cranberries se preparava para fazer sua estrea no mundo fonográfico e fez isso promovendo o single “Dreams”, presente no álbum “Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We?” (1993), no qual também está presente o hit “Linger”. A canção também aparece nas trilhas de produções como “Derry Girls” e “Gossip Girl: A Garota do Blog”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.
“Losing My Religion” foi apresentada ao mundo em fevereiro de 1991 pela banda R.E.M e é um clássico da música global. Afinal de contas, quem nunca ouviu a faixa ou assistiu o clipe na televisão, não é mesmo? Como todos já devem saber, a letra não relata nada relacionado à religião, mas sim ao momento em que perdemos a fé em algo ou alguém. A composição é creditada à todos os integrantes da banda.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.
De acordo com entrevista concedida por Phil Collins ao “The Mail On Sunday”, “Another Day In Paradise” foi composta após se deparar com a realidade das pessoas que estavam morando nas suas em Washington, nos Estados Unidos. Ao ser criticado negativamente por tablóides ingleses, ele defendeu-se declarando: “Quando estou dirigindo, vejo as mesmas coisas que outras pessoas. É equivocado pensar que quando você tem dinheiro está completamente fora de sincronia com a realidade”.

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Trilha Sonora, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter.

Jornalista, apaixonada por música, livros e cultura em geral.