The 1975 mostra imagens da Coreia do Norte em “Shiny Collarbone”

- PUBLICIDADE -
The 1975
Foto: Divulgação
blank

A banda britânica The 1975 divulgou nessa segunda-feira (6) no YouTube um vídeo com visuais da faixa instrumental “Shiny Collarbone”.

Parte de um projeto artístico, o grupo elaborou uma exibição online onde quinze artistas criaram visuais para cada canção do recém-lançado “Notes On A Conditional Form”, entre eles, “The End (Music For Cars)” e a intro “The 1975”.

O interlúdio instrumental “Shiny Collarbone”, desenvolvido pelo cineasta Frederick Paxton, mostra imagens inéditas em uma terra desconhecida. “Começamos numa jornada misteriosa em um trem sob uma extensa ponte. Uma figura solitária de branco cai na escuridão. De início, não é claro onde estamos, mas quando nos movemos pelas camadas, pelos subúrbios anônimos se torna aparente que estamos na Coreia do Norte“, publicou a banda no Youtube. Assista ao vídeo no final dessa publicação.

Paxton está interessado em retratar nossa humanidade compartilhada, nossa euforia escondida“, explicaram. “Isso é o que ele ouve em Shiny Collarbone (…) Isso foi o que tiramos da breve experiência na Coreia do Norte: você pode submeter as pessoas a qualquer forma de controle, dor e sofrimento, mas sempre haverá essa realidade humana, uma criança sendo criança ou alguém sorrindo escondido por detrás disso“, completou.

Lançado em maio desse ano, “Notes On A Conditional Form” é o quarto registro de estúdio do The 1975. Leia a resenha do disco feito pelo NM clicando aqui.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam The 1975, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, YouTube, Facebook, Instagram e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - clique aqui e cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -