Entrevistamos OutroEu e Melim sobre parceria em “Oceana”

- PUBLICIDADE -
outroeu melim
Foto: Divulgação
@nacaodamusica

Nesta sexta-feira (28), a duo OutroEu divulgou “Oceana”, que conta com a participação especial da banda Melim. A faixa acaba de ganhar videoclipe oficial, dirigido por Belle de Melo, como você pode assistir no final da matéria.

A Nação da Música teve a oportunidade de conversar com Mike e Guto, da OutroEu, e com Rodrigo Melim, sobre como funcionou a parceria entre os grupos, as filmagens do videoclipe e também sobre a possibilidade de shows em conjunto.

——————— Assista na íntegra:

——————— Leia a íntegra:
Sexta-feira é um dia bem especial pra vocês! Vai sair o EP “Oceana” da OutroEu e também o videoclipe da faixa-título com a Melim! Queria saber como vocês estão se sentindo com esse lançamento, com essa nova fase da OutroEu!
Mike (OutroEu): A gente tá muito, muito pirado de feliz, pra falar a real. A gente fica falando nos grupos, com os meninos. Convergiu da gente estar junto com os meninos, com os Melim. A gente se encontrou algumas vezes na vida e agora fazer o clipe junto de uma música que a gente já estava muito pilhado de fazer. Nossa, encaixou tudo! Explodiu na emoção!

Rodrigo (Melim): Acho que o fato da gente ser amigo torna tudo mais especial né, cara? Essa relação de “oh, vou soltar esse rif aqui, posta lá também não sei o que”. É muito legal. A “Oceana” veio dando certo desde o nome. Desde quando o Mike fez a música com a Ana [Caetano] e escolheram o nome, acho que eles já acertaram, porque é uma parada que ao mesmo tempo é muito simples, ficou muito diferente. Eu nunca vi ninguém usar esse termo no feminino, “Oceana”.

Mike (OutroEu): E a gente já tava doido pra ter uma música nessa temática, nessa coisa do feminino. Veio “Oceano”, dai ficamos “oceano, oceano, oceano… mas já tem [a música do] Djavan”. Dai bum! Veio “Oceana” e eu fiquei “caraca! É a Ana. Está aqui. Na frente”. To muito feliz que a gente está junto nessa, é muito massa.

Eu pude assistir ao videoclipe antes, recebi o link ontem, e ficou muito colorido, tá divertido, e combina bastante com a música né?! Como foram as gravações? Principalmente depois desse período em que ninguém estava gravando videoclipe… Como funcionou tudo e como foram os bastidores?
Mike (OutroEu): Quer falar, Gutanes? O Guto tá na Aurora ali quietinho…

Guto (OutroEu): Posso falar! Foi maravilhoso! Acho que todo mundo aqui pode falar. A gente tava lá e foi incrível. A gente é muito próximo dos meninos, da Gabi, do Diogo, do Rodrigo. Foi uma coisa que ficou todo mundo muito em casa. A direção da Belle também foi uma coisa que ajudou muito esse processo a ser legal, vibes demais, e foi tudo dentro da referência que a gente queria. A gente tá muito feliz com o resultado e também ficamos bastante felizes com o processo.

Rodrigo (Melim): Já era uma coisa que a gente queria fazer há um tempo. Se encontrar e passar uns dias juntos. Foram dois dias de gravação. Um no Rio de Janeiro, na Zona Sul né? E outro lá em Sítio Bom, que é perto de Angra, se não me engano. Qual o lugar exato daquele condomínio?

Mike (OutroEu): Entre Mangaratiba e Angra.

Rodrigo (Melim): É um lugar muito incrível, muito bonito. Inclusive, o Mike tem uma casa lá também, mas que por acaso estava alugada e a gente acabou gravando numa outra casa do condomínio. Foi muito divertido gravar. Foi uma parada muito tranquila. A Belle também é uma diretora… era a primeira vez gravando com ela. Ela é muito organizada. A gente às vezes chegava pra gravar uma cena de 10 segundos e pumba, botou o binóculo, tirou, e foi! A gente pensou “será que vai faltar cena?”. Mas ficou exatamente o cronograma que eles montaram e ficou lindo.

Tem o conceito de vibe, de alegria, e também o que os meninos sempre fazem, que é ter um conceito mais rico. A gente até brincou que os clipes da Melim são sempre coisas muito reais, do dia a dia, pra gerar identificação. Essa foi a primeira vez que a gente conseguiu colocar algo, claro que foi uma ideia que veio deles e da Belle, que foi uma parada mais lúdica, muito bem pontuada. A gente ficou muito feliz de participar.

Mike (OutroEu): A gente também! A Belle dava umas acalmadas na gente, quando a gente achava que não ia dar. Ela vinha calminha. Muito legal. Pareceu que foram todas as vontades da gente: vontade de fazer um rolê junto, vontade de fazer uma música junto, pô, foram todas as vontades juntas num rolê só!

Rodrigo (Melim): Os contrastes também… O de você estar num lugar completamente arrumado, com terno, num ambiente meio retrô. E ao mesmo tempo tem o lance da praia, que não é algo clichê, porque se mistura, tem o lance do colchão. Tudo que a música diz vai sendo pontuado de forma bem legal. O clipe veio pra ilustrar e deu uma liga, que parece que era uma coisa só.

Mike (OutroEu): É, deu pra visualizar a música…

Com certeza o videoclipe combinou muito com a música. Dá pra ver que vocês tem um trabalho focado em fazer isso, com o audiovisual. Tanto a Melim como a OutroEu. Conhecendo o trabalho de vocês, conhecendo os videoclipes, dá pra ver que sempre tem essa combinação. E a questão da diretora, é isso mesmo! Acalmar vocês, guiar, dirigir a cena…
Rodrigo (Melim): Foi muito legal, foi uma experiência muito boa. Esses dois dias de gravação foram super tranquilos. E as imagens ficaram legais. Fora os efeitos especiais também. Teve a chuva, que foi incrível. Ficou bonitão na cena. A fumaça… Vocês pulando na cama e caindo no mar. Ficou muito equilibrado.

Mike (OutroEu): Exato! O negócio da chuva foi muito massa.

Rodrigo (Melim): Um take só né?! Não podia errar o take.

Mike (OutroEu): Foi maior tensão no dia! O negócio da Gabi pegando fogo também… Caiu uma faisquinha e eu fiquei com medo. Aí perdi o take do fogo, que era só um take, mas aí olhei pra fumaça e fiquei com medo de pegar fogo nela. Perdemos o take que não podia perder. Mas conseguiram refazer e aí rolou legal.

Como tem sido pra vocês esse período em que não estamos tanto de quarentena, mas a pandemia ainda está rolando, então estamos em isolamento social…? Tanto a OutroEu como a Melim estão lançando coisas e gostaria de saber como está sendo esse período para vocês como músicos.
Rodrigo (Melim): É um período que ao mesmo tempo que acalma algumas coisas por conta dos shows, porque tanto a gente como a OutroEu estávamos fazendo shows, principalmente a Melim que estava numa frequência de 15 shows por mês. Dá uma calmaria nesse sentido, mas ao mesmo tempo, como tudo é feito pela internet, a gente acaba cumprindo essas lacunas com outros compromissos virtuais. Programa de TV, quando a gente faz, é pela internet, reunião pela internet, você acaba tentando ocupar o seu tempo.

Obviamente que a gente fica bem limitado quanto à produção de conteúdo. No nosso caso a gente deu sorte por ter muita coisa pronta, desde Los Angeles. A gente tava vindo de uma produção. Mas agora ainda tem uma segunda parte pra terminar. Dentro das limitações, a gente está conseguindo fazer aos pouquinhos.

Mike (OutroEu): É uma questão muito de adaptação. Adaptar pra esse rolê novo de tudo. Os shows deram uma acalmada mesmo e eu acho que a gente, a OutroEu, está focando muito nas coisas de conteúdo, aproveitando pra focar nisso. A vida muda, as coisas mudaram bastante.

Rodrigo (Melim): A gente está testando o drive-in pela primeira vez também. Fizemos um e rolou super legal, foi super organizado, a galera cada um em seu carro, distante. Vocês já chegaram a fazer um drive-in?

Mike (OutroEu): Não, a gente não.

Rodrigo (Melim): Vale super à pena a experiência, cara! Eu achei que a emoção ia ser um pouco diferente porque é no carro e galera tem que ligar o rádio pra poder ouvir, mas assim… É muito real. É a mesma sensação de show com a galera ali.

Mike (OutroEu): A galera liga o rádio?

Rodrigo (Melim): Eles ligam o rádio pra ouvir. Mas tem muita gente ali que senta na janela pra poder te ver, dá pra ouvir a gritaria, eles interagindo. Tem gente que buzina no ritmo da música. Foi muito mais emocionante do que eu achei que fosse ser. To com vontade de fazer mais. Se vocês puderem fazer também, acho super legal. Dependendo da pessoa que fizer, se respeitar todas as regras, fica super seguro. Cada um respeitando a hora de ir no banheiro, a entrada e saída dos carros, a experiência foi muito legal pra gente.

Vocês podiam aproveitar esse lançamento da “Oceana” pra fazer um drive-in da Melim com a OutroEu!
Mike (OutroEu): Aí! Tamo aí!

Rodrigo (Melim): Fazer um show de lançamento. A gente ta vendo de fazer o drive-in aqui no Rio de Janeiro dai se rolar, a gente pode fazer “Oceana” ao vivo. Vai ser a primeira vez da “Oceana”. As pessoas já não sabem mais o que é virtual e o que é real.

Mike (OutroEu): Exatamente!

Rodrigo (Melim): Passa o clipe no telão…

Mike (OutroEu): Aquela parte no telão… “As pessoas já não sabem mais o que é virtual e o que é real. Falei pra vocês não trocarem de canal”.

Pra finalizar, agora que nosso tempo está acabando, o que podemos esperar das duas bandas para esse final de ano? O que os fãs podem aguardar?
Mike (OutroEu): Muita coisa esse ano!

Rodrigo (Melim): A gente está com a segunda parte do disco, “Eu Feat. Você”, pra poder lançar. A gente tá finalizando agora, ainda tem umas pessoas pra chamar. A gente quer convidar algumas mulheres porque na primeira parte só teve homem participando. A gente tá buscando nomes femininos. Algumas “oceanas” pra poder participar do disco. Acho que vai ficar muito incrível. O disco era pra ser inteiro, mas dai veio o lance da pandemia, não tinha terminado tudo ainda e a gente decidiu dividir em dois. Mesmo dividindo em dois, acho que temos duas partes incríveis. Não sei dizer qual o meu preferido. Mas a gente vai ficar nessa função do segundo disco e das participações também que surgirem também, porque tem algumas que acabam surgindo no meio do caminho.

Mike (OutroEu): A gente também deve lançar o disco inteiro agora…

Guto (OutroEu): Deve não. A gente vai!

Mike (OutroEu): Exatamente. A gente deve porque a gente vai mesmo! E tem umas coisas também pra surgirem, mas por enquanto…

Rodrigo (Melim): Eu já ouvi algumas músicas deles e vocês não perdem por esperar! Tá super incrível! Sou “fãzão” mesmo.

Mike (OutroEu): Pô, valeu! A gente tá muito ansioso com o álbum, de verdade. Ansiedade pura e boa né.

Alguma previsão de lançamento?
Rodrigo (Melim): O nosso vai ser daqui uns dois ou três meses. Não tem data certa, mas é por aí. Vamos trabalhar mais um tempo “Eu Feat. Você” e aí já deve sair alguma música dessa segunda parte. Não sei se vamos lançar single e depois o álbum ou o álbum direto. Acredito que primeiro um single, mas já da segunda parte. Só pra gente fechar com chave de ouro sobre “Oceana”, o sentimento que tá nessa música é de celebração também, que a gente já se conhecia antes. Antes daquele lance do Superstar, do programa, e lá a gente já iniciou nossa parceria musical, já gravou uma releitura de “Linda Rosa” no Youtube. Só que nunca nada de forma oficial né. “Oceana” parece pra gente o final de um ciclo, quer dizer, um final que puxa um novo início. Mas até que enfim aconteceu!

Mike (OutroEu): Parece que ficou ali fazendo download e agora bum!

Rodrigo (Melim): Agora rolou! Quase que um alívio também.

Mike (OutroEu): Download não, upload! Porque tá indo pro mundo! Mas é isso, a gente também tá muito nessa. Pra gente está sendo um encontro e um acúmulo da vontade de fazer coisa com os meninos. A gente se conheceu lá atrás, com a Gabi, ela falando “você tem que conhecer meus irmãos!”. A gente se encontrou numa festa lá no Sul, aí depois no Superstar juntos. Muitos encontros maneiros. Que bom que tá rolando agora, que temos a “Oceana”.

Rodrigo (Melim): Espero que a galera consiga curtir o mesmo tanto que a gente curtiu fazendo!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam OutroEu e Melim, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.
de

- PUBLICIDADE -