Trilha Sonora: 439 músicas presentes em “O.C.: Um Estranho no Paraíso”

O.C.: Um Estranho no Paraíso
Créditos: IMDB.
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Há 18 anos, o canal norte-americano FOX começou a transmitir “The O.C.” (“The Orange County” ou “O Condado Laranja”, em tradução livre) e em português recebeu o título de “O.C.: Um Estranho no Paraíso”. A trama conta a história de Ryan Atwood, um jovem problemático de uma família disfuncional que, após ir parar numa prisão juvenil, acaba sendo acolhido pela família Cohen.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Óbvio que as coisas não são fáceis e nem tudo são rosas então, ao longo de 92 episódios nós vemos como essas relações são fortalecidas ou destruídas por alguns acontecimentos. Embora o evento trágico que antecipou o fim da série seja de conhecimento público, eu vou me limitar a dizer que a produção teve um término precoce. O público parou de acompanhar a trajetória de Atwood na curta quarta temporada, encerrada após 16 capítulos.

- ANUNCIE AQUI -

“O.C.” foi criada por Josh Schwartz (“Gossip Girl: A Garota do Blog”) e era estrelada por Mischa Barton (“Assunto de Meninas”), Ben McKenzie (“Gotham”), Adam Brody (“Bela Vingança”), Rachel Bilson (“Hart Of Dixie”), Kelly Rowan (“Regras do Amor”), Peter Gallagher (“Grace and Frankie”), Willa Holland (“Arrow”), entre outros inúmeros astros que despontaram sua carreira no “condado laranja”.

- ANUNCIE AQUI -

A trilha sonora sempre foi utilizada de forma muito pontual ao longo dos episódios, com as músicas exercendo também um papel de personagem nesse drama adolescente. Durante a segunda temporada, vemos essa questão em maior destaque devido ao núcleo do “The Bait Shop”: casa de show gerenciada por ninguém menos que Olivia Wilde (“Fora de Série”). Esse foi o palco que deslanchou a carreira do The Killers, por exemplo. Por lá, também passaram artistas como Modest Mouse, Rachel Yamagata, Death Cab For Cutie (banda extremamente importante na trama!).

- ANUNCIE AQUI -

Assim como foi no post de “This Is Us”, é bastante pessoal pra mim falar sobre essa história californiana pois, meu gosto musical foi desenvolvido a partir dos anos em que acompanhei essas aventuras. O meu primeiro contato com Interpol e, a previamente citada, The Killers, por exemplo, duas das minhas bandas favoritas, foi através dessa produção. Então, eu tentei (e talvez tenha falhado) escolher músicas que são chaves importantes nessa narrativa. Como de costume, você encontra a playlist completa após o rodapé, juntamente com o trailer de “O.C.: Um Estranho no Paraíso”.

Essa lista não poderia começar de outra forma, né? O tema de abertura era tocado pela banda Phantom Planet, que se tornou famosa por ser dona apenas do hit “California”, graças à série. É impossível ouvir a intro e não ser levado automaticamente para um momento nostálgico. A canção também aparece em “A Batida Perfeita”, “Os Simpsons” e “Correndo Atrás do Diploma”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

“Hallellujah” foi composta por Leonard Cohen, mas aqui ouvimos o cover de Jeff Buckley, presente no compilado “Grace”, de 1994. A letra tem um cunho religioso, como o próprio título indica, e não se tornou popular assim que foi lançada nos anos 80. A popularidade veio graças à releitura de John Cale, artista que inspirou Buckley a fazer a sua versão dessa obra. Ouvimos essa canção em dois momentos, ambos na primeira temporada, “The Model Home” e “The Ties That Bind”.

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

A seguir, eu escolhi duas músicas que não tem tanto impacto na história, mas pelos motivos pessoais já mencionados, eu não poderia deixar de citar. Em 2002, o Interpol divulgou o CD “Turn On The Bright Lights”, o melhor de sua carreira (todos os fãs concordam, não sou só eu dizendo), no qual conhecemos os maiores sucessos deles, incluindo “Specialist”. Essa não é a única música deles que faz uma aparição pelas terras californianas, “Evil”, presente no disco “Antics” também rola por lá!

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Alex Kelly, personagem interpretada por Wilde, declara todo o seu amor por música ao vivo enquanto nós ouvimos ao fundo, “Smile Like You Mean It” do The Killers. A canção está presente no disco de estreia dos norte-americanos e apareceu no seriado durante o quarto episódio da segunda temporada, intitulado “The New Era”, alguns meses antes de ser lançada oficialmente como single, em 2005. Além dela, também toca “Mr. Brightside” e “Everything Will Be Alright”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

O final da temporada citada na faixa anterior, conhecido como “The Dearly Beloved”, trouxe um dos momentos mais marcantes da cultura popular (mas nessa coluna não contamos spoilers) ao som de “Hide and Seek”, da cantora inglesa Imogen Heap. O acontecimento moldou o caminho da próxima parte dessa história, que nunca mais foi a mesma (encare isso de forma positiva ou negativa) e ganhou uma paródia do programa de comédia “Saturday Night Live”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Raramente vemos qualquer sinal de chuva em Orange County (menciono isso porque é importante aqui) até que durante o, ironicamente, nomeado “The Rainy Day Women” o telespectador se depara com uma chuva que faz a cidade ensolarada parar. No encerramento, ouvimos o cover de “Champagne Supernova”, feito pela banda Matt Pond PA. A composição é de Noel Gallagher, tendo sido lançado pelo Oasis em 1996, em “(What’s the Story) Morning Glory?”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Importante destacar a última trilha que temos contato: “Life Is a Song”, do cantor Patrick Park. A letra fala sobre as incertezas da vida, contrastando tanto com os fatos ruins que experienciamos e desejemos nos desvencilhar quanto os bons, que aceitamos completamente, de braços abertos. Uma bela forma de encerrar essa grande aventura dramática, cheia de vida, altos e baixos, alegrias e tristezas.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam ”Trilha, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter.

Jornalista, apaixonada por música, livros e cultura em geral.