Nesta terça-feira (10), o lendário Jimmy Page conversou com a Kerrang! Radio, e afirmou não ser fã das remasterizações feitas dos discos do Led Zeppelin, e que essa será a última vez que adotará essa medida.

“Nós fizemos com que os discos fossem de alta resolução, assim não precisaremos fazer isso no futuro por um bom tempo”, disse Page.

O guitarrista também revela seu pouco afeto com formato MP3: “Parece que a música fica mal remixada. Toda aquela profundidade da produção original é perdida. Antigamente, tudo era feito com uma análise mais profunda, e perder isto não é a minha intenção”, comentou.

O Led Zeppelin já relançou edições especiais e remasterizadas de quase todos seus discos, que incluem novas versões de vários clássicos. O próximo relançamento será de “Physical Graffiti”,  de 1975, no dia 24 de fevereiro, para comemorar os 40 anos do disco. Clique aqui para conferir a pré-venda.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades de Jimmy Page e do Led Zeppelin, aqui na Nação da Música. Confira a entrevista de Jimmy Page:

Avatar
Leonardo Silva: Sonhador, estranho, inibido e estranho novamente. Às vezes engraçado, de vez em quando muito sem graça. Bipolar, talvez. Um pouco hipócrita, invejoso. Aliás, todos nós somos, afinal, fazemos parte da raça humana. Apaixonado por música, alma vendida ao rock and roll e coração dominado por bandas como: Aerosmith, Kiss, Led Zeppelin, The Beatles e Guns N' Roses. Virgiano que não acredita em perfeição, mas sim que se pode espantar os males cantando. Cursando jornalismo desde 2013 na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), este sujeito começou a escrever para o Nação da Música em 2014 e espera relacionar suas duas paixões para sempre.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!