Recentemente, Mick Jagger falou sobre a cinebiografia de James Brown, intitulada “Get On Up”. 

“É um papel realmente difícil de fazer”, Mick Jagger comenta sobre o papel interpretado por Chadwick Boseman. “Teria sido mais seguro achar alguém da Broadway, com muita experiência em cantar e dançar. Chad seria o primeiro a dizer isso, ele não era um bailarino. Mas depois que ele trabalhou nisso por seis semanas, ele se tornou o personagem sem dúvida nenhuma”. Apesar de não ter sido um grande amigo de Brown, o cantor passou um bom tempo com ele em camarins observando a sua interação e dinâmica no palco. “A forma como ele interagia com o público, o timing, eu fiquei absorvendo tudo e tentando entender tudo”, finalizou.

Uma das exigências para o papel, fosse que Boseman não simplesmente imitasse Brown, mas sim, vivesse o personagem, e ele conta que, a princípio, não tinha interesse nesse papel. “Eu achei que não seria uma boa ideia fazer mais um ícone, mais uma cinebiografia”, disse ele. “E ter que cantar e dançar. Eu consigo segurar uma nota e eu danço se for a uma casa noturna, mas fazer isso está em outro nível. James Brown influenciou o hip-hop, influenciou Michael Jackson e Prince. É meio que a base para muitas das coisas que ainda estamos fazendo”, continuou.

“Tem sido divertido, mas eu também estou pronto para que chegue ao fim”, finalizou Boseman.

O filme dirigido por Tate Taylor, e produzido por Mick Jagger e Brian Grazer, vai contar a história de James Brown desde a infância.