Pono, leitor de música de Neil Young, finalmente é lançado

 

neilyoung

Na última quarta-feira (7), o tão esperado leitor de música de Neil Young finalmente foi lançado. O dispositivo, de acordo com Young, vai oferecer áudio de alta qualidade e será capaz de armazenar 1-2.000 músicas de alta resolução, já está disponível para encomenda online por um preço de 260 libras e será entregue aos clientes em fevereiro.

Uma nota no jornal britânico The Independent diz que, enquanto isso, os usuários que doaram dinheiro para a campanha Kickstarter do projeto já receberam suas versões em edição limitada do player. A PonoMusic Store também abriu online.

Até agora, o próprio Neil Young é o artista mais popular na loja, acima de Miles Davis e Simon & Garfunkel, e seis de seus álbuns – incluindo “Harvest”, “After The Gold Rush” e “Tonight The Night” – estão entre 10 melhores lançamentos da loja. O PonoPlayer foi descrito em um comunicado de imprensa como um “player portátil de música digital em alta resolução, propositadamente desenhado e construído sem compromissos para permitir aos consumidores a experimentar música digital de qualidade com a maior fidelidade de áudio possível, trazendo a verdadeira emoção e os detalhes da música, a maneira como o artista gravou, para a vida”. Young já havia dito anteriormente que ele estava determinado a lançar um dispositivo alternativo de reprodução depois de descrever a qualidade do som de arquivos MP3 como “ruim”. Em um discurso realizado no festival do ano passado SXSW em Austin, Texas, ele disse: “Pono reproduz o o que quer que o artista decida. Meu corpo está sendo lavado, eu estou sendo atingido com algo grande. Não são cubos de gelo, é a água.. eu estou ouvindo, eu estou sentindo”. Mais tarde, naquele mês, no entanto, Trent Reznor, do Nine Inch Nails comparou a forma e o esquema de cores amarelo e preto do player com um “Toblerone”.

Neil Young lançou dois álbuns de estúdio em 2014. Seu trigésimo quarto álbum, “A Letter Home”, foi lançado em março com a Third Man Records, gravadora de Jack White, e um follow-up, intitulado “Storytone”, em novembro do mesmo ano.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do Neil Young e da Nação da Música.

 

COMPARTILHAR
Júlia Canedo: Estudante de jornalismo na cidade louca que é o Rio de Janeiro. Curte festinhas, futebol, cerveja, não é referência comportamental pra ninguém e gosta de dar pitaco em tudo. Apaixonada por música, do funk ao punk rock, pretende seguir a carreira de fã por muito tempo. Escreve pro Nação da Música, passa o seu tempo no twitter e ainda sofre por não ter conseguido ir à um show do Oasis.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!