“Meteora” é o disco de hoje. Lançado em 2003, até hoje é lembrado como um dos principais, senão principal álbum do Linkin Park. O segundo trabalho de estúdio da carreira da banda é também o ultimo antes da mudança de estilo que se tornou polêmica entre os fãs e admiradores do som.

“Somewhere I Belong”, “Faint”, “Numb”, “From The Inside” e “Breaking The Habit” foram os singles deste álbum muito bem sucedido, o primeiro da banda a estrear na primeira posição da Billboard 200. Os singles tiveram uma gigantesca rotatividade nas rádios rock e alternativas dos EUA. Aqui no Brasil, era possível ver seus clipes todos os dias na parada de clipes da MTV e nas rádios rock.

Na minha opinião, mesmo a banda tendo ido posteriormente por um caminho que me agrada, eles ainda não conseguiram fazer um disco tão inspirado, articulado entre o rock, rap e a música eletrônica como o “Meteora”. Suas faixas são marcantes e revelam que desde a produção desse disco, o Linkin Park buscou trabalhar com uma grande quantidade de recursos, o que foi ao encontro da proposta evolutiva do som.

Melhor Música: “Faint” mostra uma poderosa combinação de guitarra e música eletrônica, além do forte vocal de Chester.

Ponto Forte: O álbum demonstrou o crescimento da banda, tanto no instrumental quanto nas letras.

Ponto Fraco: A forte presença do rap e da música eletrônica pode ser insatisfatória para muitas pessoas. A partir deste álbum, elas se tornaram cada vez mais fortes no DNA do Linkin Park.

- PUBLICIDADE -

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades da Nação da Música. Ouça o álbum abaixo e deixe seu comentário: